Dois marcos nas políticas europeias para as doenças raras

voting hand

A 11 de novembro de 2008, a Comissão Europeia adotou a Comunicação “Doenças raras: desafios para a Europa” acompanhada por uma proposta para uma Recomendação do Conselho da UE, dirigida ao Parlamento Europeu, ao Conselho [da UE], ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões.

A 8 de junho de 2009, o Conselho da União Europeia adotou a Recomendação do Conselho relativa a uma ação europeia em matéria de doenças raras. Comunicado de imprensa

Estes dois documentos acerca das políticas constituem dois marcos essenciais para estabelecer uma estratégia abrangente e integrada para apoiar os Estados-membros da UE em áreas como o diagnóstico, o tratamento e os cuidados para as pessoas com doenças raras na Europa. Além disso, a Recomendação do Conselho incentivou os Estados-membros da UE a adotar planos ou estratégias nacionais para as doenças raras.

O longo caminho até se atingirem estas metas começou quando, a 27 de novembro de 2007, a Direção-geral de Saúde e Defesa do Consumidor da Comissão Europeia (DG SANCO) lançou uma consulta pública relativa a uma ação europeia em matéria de doenças raras, obtendo um número de respostas sem precedentes. Centenas de partes interessadas participaram no processo de Consulta Pública para a Comunicação da Comissão sobre Doenças Raras. As associações de doentes membros da EURORDIS mobilizaram-se em grande número para elaborar e enviar as suas respostas. Leia o contributo da EURORDIS para a versão preliminar da Comunicação..

Meeting

Tanto a Comunicação da Comissão Europeia como a Recomendação do Conselho da UE assinalaram o culminar de uma série de atos declaratórios legislativos, que estabeleceram as bases para o processo de reconhecimento das doenças raras como prioridade de saúde pública e como área singular de valor acrescentado a nível europeu para a ação comunitária.

A Recomendação do Conselho define vinte recomendações específicas, reunidas em sete áreas estratégicas principais: Planos e estratégias no domínio das doenças raras; Adequada Definição, codificação e inventariação das doenças raras; Investigação; Centros de Referência e Redes Europeias de Referência; Reunião de conhecimentos especializados sobre as doenças raras a nível europeu; Capacitação das associações de doentes; e Sustentabilidade.

Ler mais:

 

 

Page created: 17/07/2018
Page last updated: 17/07/2018
 
 
A voz das pessoas com doenças raras na EuropaEURORDIS A voz internacional das pessoas com doenças raras, Rare Diseases Internacional, é uma iniciativa da EURORDISRare Disease International Reúne doentes, famílias e especialistas para partilhar experiências num fórum multilinguístico. RareConnect O programa Rare Barometer é uma iniciativa da EURORDIS para a realização de inquéritos para transformar a experiência das pessoas com doenças raras em números e factos que podem ser partilhados com os responsáveis pela tomada de decisões.Rare Barometer An international awareness raising campaign taking place on the last day of February each year, Rare Disease Day is a EURORDIS initiativeRare Disease Day Adira ao maior encontro europeu das partes interessadas no âmbito das doenças raras na Conferência Bienal Europeia sobre Doenças Raras e Produtos Órfãos. A ECRD é uma iniciativa da EURORDISEuropean Conference on Rare Diseases