Em perfeito acordo... A EURORDIS e a CORD – aliança de doenças raras do Canadá – acordam objetivos comuns em memorando de entendimento

Presidente da CORD, Durhane Wong-Rieger

A Associação Europeia para as Doenças Raras (EURORDIS) e a Associação Canadiana para as Doenças Raras (CORD) assinaram um memorando de entendimento que aponta objetivos comuns e salienta a crescente colaboração transatlântica do movimento das doenças raras. A cooperação global beneficia toda a comunidade das doenças raras.

A presidente da CORD, Durhane Wong-Rieger, comentou sobre a parceria: «Este memorando constitui uma oportunidade tanto estratégica como prática para a CORD. A CORD funciona desde 1995, mas foi apenas nos últimos seis anos que passou a desempenhar um papel significativo pela sua influência nas políticas canadianas sobre doenças raras. A CORD beneficiou imenso da posição pioneira da EURORDIS e da inclusão de todas as comunidades das doenças raras nas suas atividades. O Canadá beneficia com os enquadramentos regulamentares e políticos da UE. Não há outra opção para as doenças raras que não seja trabalhar em conjunto e esperamos que com esta parceria a CORD contribua ainda mais eficazmente para a "internacionalização" da investigação, do tratamento e da qualidade de vida no domínio das doenças raras».

A EURORDIS está solidamente estabelecida há 15 anos e, desde a sua fundação, tem defendido legislação e políticas pioneiras na União Europeia (UE), tais como o Regulamento (CE) N.º 141/2000 relativo aos Medicamentos Órfãos, de 16 de Dezembro de 1999, e a Comunicação da Comissão, em 2008, bem como a Recomendação do Conselho relativa a uma ação europeia em matéria de doenças raras, de 2009, que incita todos os 27 Estados-membros a desenvolver uma estratégia comum para a prevenção, o cuidado, o diagnóstico e os serviços sociais disponíveis para as pessoas com doenças raras. Como tal, a Europa pode constituir um modelo para o Canadá, que está atualmente a desenvolver as suas próprias políticas para as doenças raras e que, inclusivamente, anunciou recentemente um enquadramento regulamentar para o aumento do acesso a tratamentos e a informações.

Em concreto, o memorando reforça a cooperação através da participação da CORD no Conselho de Alianças Nacionais da EURORDIS e no Dia das Doenças Raras, bem como a partilha de experiências com estratégias nacionais e ainda outras eventuais ações conjuntas. Além disto, especifica o objetivo comum de reforçar internacionalmente a voz comum das pessoas com doenças raras e promove uma abordagem global através de posições oficiais e da colaboração em diversas áreas, tais como a investigação, o diagnóstico, a informação, o tratamento e a qualidade de vida.

A EURORDIS assinou um memorando de entendimento semelhante com a Associação Nacional para as Doenças Raras dos EUA (NORD) em 2009. 

Tradutores:
Ana Cláudia Jorge e Victor Ferreira

Page created: 16/01/2013
Page last updated: 29/01/2013
 
 
A voz das pessoas com doenças raras na EuropaEURORDIS A voz internacional das pessoas com doenças raras, Rare Diseases InternacionalRare Disease International Reúne doentes, famílias e especialistas para partilhar experiências num fórum multilinguístico. RareConnect O programa Rare Barometer é uma iniciativa da EURORDIS para a realização de inquéritos para transformar a experiência das pessoas com doenças raras em números e factos que podem ser partilhados com os responsáveis pela tomada de decisões.Rare Barometer An international awareness raising campaign taking place on the last day of February each year, Rare Disease Day is a EURORDIS initiativeRare Disease Day Adira ao maior encontro europeu das partes interessadas no âmbito das doenças raras na Conferência Bienal Europeia sobre Doenças Raras e Produtos Órfãos. A ECRD é uma iniciativa da EURORDISEuropean Conference on Rare Diseases