Encontro de Associados da EURORDIS de 2015 centra-se nas Redes Europeias de Referência

Encontro de Associados da EURORDIS de 2015 em Madrid

O Encontro de Associados da EURORDIS (EAM) deste ano foi movimentado, tendo-se estabelecido imensas redes entre os mais de 250 participantes que viajaram de todo o mundo para Madrid.

O EAM teve início com a Assembleia Geral da EURORDIS, durante a qual os seus associados aprovaram o Relatório de Atividades/Financeiro de 2014 e o Plano de Atividades e Orçamento para 2015 . Alem disso, apresentou-se a estratégia para 2015-2020.

Dois representantes de associações que já pertenciam à Direção da EURORDIS foram reeleitos: Simona Bellagambi pela UNIAMO, de Itália, e Avril Daly , pela Genetic & Rare Disorders Organisation, da Irlanda. O Conselho deu as boas-vindas a Françoise Salama, a nova representante da AFM-Téléthon, de França, e a Nick Sireau, em representação da AKU Society, do Reino Unido.

Paralelamente ao EAM, tiveram lugar outros eventos, incluindo o encontro do Conselho de Alianças Nacionais, uma oficina da RareConnect e o lançamento oficial e a reunião inaugural da Rare Diseases International, a voz global das pessoas com doenças raras, a que assistiram mais de 60 representantes de 30 países.

EURORDIS Membership Meeting 2015 Madrid Redes Europeias de Referência: encontrar um teto comum para todas as pessoas com doenças raras

As sessões plenárias centraram-se em estratégias nacionais para as doenças raras (foram debatidos exemplos da Roménia, Irlanda, Dinamarca e Croácia) e, principalmente, nas Redes Europeias de Referência (RER).

O debate sobre as RER teve como foco a próxima abertura do convite inicial às redes de Centros de Referência e prestadores de cuidados de saúde que se pretendam candidatar a tornar-se RER (que deverá ter lugar em dezembro de 2015). Os Associados da EURORDIS discutiram a estrutura de «agrupamento» proposta para as RER e a forma como os doentes se podem envolver nos processos de decisão e de emissão de pareceres das RER. Em seguida, as sessões de grupos deram aos associados a oportunidade de tirar dúvidas sobre as RER, sobre o processo para o primeiro convite para a apresentação de propostas para as RER e acerca da forma como as suas doenças podem fazer parte dessa estrutura de agrupamento.

Com base na sua experiência pessoal, Birthe Byskov Holm, membro da Direção da EURORDIS e presidente da Rare Disorders Denmark, falou sobre o que as RER significam de facto para os doentes. O seu filho tem uma forma rara de osteogénese imperfeita (OI). Birthe Byskov Holm descreveu a sua experiência no desenvolvimento de Centros de Referência na Dinamarca desde a década de 1980, evoluindo desde o ponto de não saber que existiam especialistas locais, até à situação atual em que beneficia de um Centro de Referência para a OI.

Além disso, comentou: «Nós criámos formas para permitir o acesso dos doentes aos Centros de Referência. Temos uma estratégia nacional para as doenças raras. O que falta é um procedimento nacional para Centros de Referência e ainda não há RER estabelecidas», tendo ainda acrescentado que «estamos à espera que os Centros de Referência da Dinamarca sejam incluídos em todas as RER que se criarem. Sou da opinião que as RER irão reduzir a desigualdade na área da saúde para os doentes europeus. As RER não são uma ameaça, mas uma opção, e o papel das associações de doentes nas RER é muito importante para facilitar o trabalho em rede.»

Todos os membros da EURORDIS estão convidados para participar num webinar a realizar no dia 21 julho das 17h30 às 19h00 (hora de Portugal continental) para aprender mais sobre as RER e a forma como as associações se podem envolver no primeiro concurso para as RER.

Após a sessão plenária, realizaram-se ainda oficinas sobre investigação das doenças raras; acesso aos medicamentos órfãos, tratamento e cuidados; políticas sociais e centros de referência. Pode encontrar apresentações do EAM, incluindo as destas oficinas, aqui e fotos do evento aqui.

A EURORDIS agradece aos patrocinadores da EAM por terem tornado o evento possível.


Eva Bearryman, Junior Communications Manager, EURORDIS
Tradutores: Ana Cláudia Jorge e Victor Ferreira

Page created: 24/06/2015
Page last updated: 23/06/2015
 
 
A voz das pessoas com doenças raras na EuropaEURORDIS A voz internacional das pessoas com doenças raras, Rare Diseases InternacionalRare Disease International Reúne doentes, famílias e especialistas para partilhar experiências num fórum multilinguístico. RareConnect O programa Rare Barometer é uma iniciativa da EURORDIS para a realização de inquéritos para transformar a experiência das pessoas com doenças raras em números e factos que podem ser partilhados com os responsáveis pela tomada de decisões.Rare Barometer An international awareness raising campaign taking place on the last day of February each year, Rare Disease Day is a EURORDIS initiativeRare Disease Day Adira ao maior encontro europeu das partes interessadas no âmbito das doenças raras na Conferência Bienal Europeia sobre Doenças Raras e Produtos Órfãos. A ECRD é uma iniciativa da EURORDISEuropean Conference on Rare Diseases