EURORDIS contribui para a iniciativa da EUPATI destinada a formar doentes especialistas nos processos de investigação e desenvolvimento médico

EUPATI logo

A EURORDIS contribui ativamente para a Academia Europeia de Doentes para a Inovação Terapêutica (European Patients’ Academy on Therapeutic Innovation – EUPATI), lançada em 2012 e financiada pela Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores (IMI) da Comissão Europeia. Em abril de 2013, a EUPATI acolheu em Roma mais de 180 delegados de 28 países para aprenderem mais sobre as iniciativas em curso. Uma delas é o desenvolvimento de um programa para a formação de 100 doentes especialistas de toda a Europa no processo de desenvolvimento de medicamentos. A EURORDIS está a contribuir para esta iniciativa com os seus vários anos de experiência na formação de representantes de doentes através do Curso de Verão da EURORDIS e de outros recursos que permitam um papel mais ativo e capacitado nas áreas do desenvolvimento de medicamentos e dos processos regulamentares.

O programa da EUPATI será complementado por sessões de educação online destinadas a formar 10 000 representantes dos doentes, bem como por uma biblioteca na Internet que disponibilizará informação fidedigna e rigorosa a todas as pessoas interessadas na investigação e no desenvolvimento de medicamentos. A formação e a biblioteca online  serão disponibilizadas em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, polaco e russo. 

Em Roma, a atmosfera foi positiva – e com bons motivos para tal. Como salientaram diversos oradores, existe atualmente uma «janela de oportunidade» para iniciar um envolvimento mais eficaz dos doentes na investigação e no desenvolvimento de medicamentos. Segundo eles, os enormes benefícios deste envolvimento são a participação na discussão das primeiras fases da investigação, a melhoria do desenho dos ensaios, o envolvimento mais significativo dos doentes na Avaliação das Tecnologias da Saúde e em outros processos regulamentares e, como consequência, «um maior fluxo de medicamentos inovadores adequadamente testados e adaptados».
É vital que haja doentes com a devida formação para poderem ter assento nos locais em que se concebem e escrutinam os ensaios e onde se tomam as decisões sobre o acesso.

Embora já se tenham dado grandes avanços, é necessário trabalhar mais, em particular para comunicar os objetivos e o valor do projeto aos doentes leigos. Outras reflexões passaram por determinar a melhor maneira de lecionar os cursos, para os quais foram estabelecidos os conteúdos e materiais de forma genérica, bem como de os traduzir, o que também pode causar problemas. Pode não existir um termo simples para “randomisation” (aleatorização) em todos os idiomas!

Outros tópicos relevantes da conferência incluíram a supervisão ética e a transparência, as táticas de comunicação para melhor facilitar as parcerias entre os doentes, os investigadores, a indústria e as entidades reguladoras e, ainda, a sustentabilidade. A EUPATI é financiada até 2017 e necessita de estabelecer raízes suficientemente fortes para continuar e para assegurar que os cursos e as informações são relevantes e atualizados. A avaliar pelo entusiasmo sentido na conferência de Roma, as partes interessadas estão à altura do desafio!


Tradutores: Ana Cláudia Jorge e Victor Ferreira

Page created: 22/05/2013
Page last updated: 21/05/2013
 
 
A voz das pessoas com doenças raras na EuropaEURORDIS A voz internacional das pessoas com doenças raras, Rare Diseases InternacionalRare Disease International Reúne doentes, famílias e especialistas para partilhar experiências num fórum multilinguístico. RareConnect O programa Rare Barometer é uma iniciativa da EURORDIS para a realização de inquéritos para transformar a experiência das pessoas com doenças raras em números e factos que podem ser partilhados com os responsáveis pela tomada de decisões.Rare Barometer An international awareness raising campaign taking place on the last day of February each year, Rare Disease Day is a EURORDIS initiativeRare Disease Day Adira ao maior encontro europeu das partes interessadas no âmbito das doenças raras na Conferência Bienal Europeia sobre Doenças Raras e Produtos Órfãos. A ECRD é uma iniciativa da EURORDISEuropean Conference on Rare Diseases