Nova secção detalhada do site da EURORDIS explica o Uso Compassivo de medicamentos

Duas mãos entrelaçadas

A EURORDIS tem o prazer de revelar a nova secção detalhada do seu site dedicada ao Uso Compassivo de medicamentos. Com informações e recursos úteis para os doentes, profissionais de saúde e para a indústria, esta nova secção explica o que é o Uso Compassivo, quem está apto a participar, como funcionam os Programas de Uso Compassivo, onde encontrar ajuda, e muito mais.

Uso Compassivo refere-se à administração de um medicamento que ainda não obteve aprovação das entidades reguladoras a pessoas que, por norma, estão gravemente doentes e para as quais não existem alternativas de tratamento. Nestes casos excecionais, o doente não faz parte do estudo clínico do medicamento e não pode ficar à espera até ao final do período do ensaio clínico e da avaliação do pedido de autorização de introdução no mercado.

Disponível em sete idiomas, a nova secção do site dedicada ao Uso Compassivo integra a Campanha da EURORDIS pelo Acesso aos Medicamentos para Pessoas com Doenças Raras, liderada por François Houÿez, Diretor da EURORDIS para a Informação e o Acesso aos Tratamentos/Assessor para as Políticas de Saúde. A nova secção contém informações sobre como os doentes e os profissionais de saúde podem solicitar um tratamento ao abrigo do Uso Compassivo, uma lista de dicas para a indústria farmacêutica sobre a forma de programar a disponibilização dos medicamentos e recursos com informações complementares, incluindo a Agência Europeia dos Medicamentos, os Institutos Nacionais de Saúde (EUA) e a base de dados do registo de ensaios clínicos autorizados na Europa – EudraCT. Está ainda disponível um glossário de termos relevantes.

A nova secção disponibiliza informações importantes sobre os Programas de Uso Compassivo em diferentes Estados-membros da UE. Em França, por exemplo, cerca de 70% dos medicamentos órfãos autorizados estavam disponíveis através de uma ATU (Autorização Temporária de Utilização) antes da autorização de introdução no mercado – em média, 34 meses antes desta. Existem ainda hiperligações para os sites das autoridades nacionais de saúde.

É importante lembrar que os Programas de Uso Compassivo administram medicamentos cujos testes de segurança e eficácia ainda não estão concluídos. Quando o tempo se está a esgotar para os doentes graves, este é um risco que poderão estar dispostos a correr. O Uso Compassivo pode salvar vidas.


Louise Taylor, Communications and Development Writer, EURORDIS
Tradutores: Ana Cláudia Jorge e Victor Ferreira

Page created: 16/04/2014
Page last updated: 15/04/2014
 
 
A voz das pessoas com doenças raras na EuropaEURORDIS A voz internacional das pessoas com doenças raras, Rare Diseases InternacionalRare Disease International Reúne doentes, famílias e especialistas para partilhar experiências num fórum multilinguístico. RareConnect O programa Rare Barometer é uma iniciativa da EURORDIS para a realização de inquéritos para transformar a experiência das pessoas com doenças raras em números e factos que podem ser partilhados com os responsáveis pela tomada de decisões.Rare Barometer An international awareness raising campaign taking place on the last day of February each year, Rare Disease Day is a EURORDIS initiativeRare Disease Day Adira ao maior encontro europeu das partes interessadas no âmbito das doenças raras na Conferência Bienal Europeia sobre Doenças Raras e Produtos Órfãos. A ECRD é uma iniciativa da EURORDISEuropean Conference on Rare Diseases